brasil

 

Carnaval e as DSTs

Na época do Carnaval os cuidados com sua saúde e higiene devem ser redobrados. No meio dos aglomerados carnavalescos existe um perigo real muito grande, mas que ainda é tratado com banalidade por muitos: as Doenças Sexualmente Transmissíveis.

As DSTs não são exclusividades desta época festiva, mas as viagens, o compartilhamento de objetos pessoais e o uso de banheiros públicos, são atos muito propícios para a transmissão. Porém, a maior probabilidade de transmissão ainda é a relação sexual sem uso do preservativo.

A doença mais popular desse grupo é o vírus causador da AIDS, o HIV. A doença não tem cura e não é simples como muitos imaginam. Após contrair o vírus, há uma dramática mudança de hábitos para se adequar à rotina de remédios contínuos e ao tratamento adequado.
Além do vírus do HIV, existem outras doenças sexualmente transmissíveis que também não tem cura, e ainda assim são vistos como simples infecções.

Para evitar qualquer dessas doenças há alguns cuidados que devem ser tomados, como não dividir toalhas, lençóis ou roupas íntimas com outras pessoas, não compartilhar escovas de dente, lâminas de barbear ou depilar e ao usar um banheiro público certifique-se que o local esteja limpo antes de usar

Conheça algumas das DSTs mais populares:

Clamídia e Gonorréia
São infecções causadas por bactérias que podem atingir os órgãos genitais masculinos e femininos. Quando não tratadas, essas doenças podem causar infertilidade, dor durante as relações sexuais, gravidez nas trompas, entre outros danos à saúde.

Sífilis
Doença infecciosa que pode se manifestas em três estágios. Os dois primeiros são doloridos e mais propícios às transmissões. O terceiro estágio é assintomático, causando a impressão de cura da doença. Os sintomas são pequenos ferimentos no órgão sexual e caroços na virilha.

Sífilis Congênita
É a transmissão da sífilis de mãe para filho pela gestação. A infecção é grave e pode causar má-formação do feto, aborto ou a morte do bebê, quando se nasce gravemente doente. Por isso, é importante fazer o teste para detectar a sífilis durante o pré-natal.

HPV
O condiloma acuminado, conhecido também como verruga genital, crista de galo, figueira ou cavalo de crista, é uma DST que tem mais de 100 variações – algumas delas podendo causar câncer, principalmente no colo do útero e no ânus. O surgimento de verrugas de tamanhos variáveis no órgão genital é comum, em homens e mulheres, e ambos podem estar infectados sem apresentar sintomas em alguns casos.

Herpes Genital
Doença viral que não apresenta cura, mas sim o tratamento. Seus sintomas são geralmente pequenas bolhas agrupadas que se rompem e se transformam em feridas. Antes do surgimentos das bolhas pode haver sintomas como formigamento, ardor e coceira no local, além de febre e mal-estar.

HIV/AIDS
O HIV é a pior doença viral do grupo das sexualmente transmissíveis. Se não tratado de acordo com sua contagem de células atacadas e sistema imunológico, pode ocorrer a AIDS (síndrome da imuno deficiência adquirida, em português), que vai atacando os órgãos mais frágeis do seu corpo e diminuindo cada vez mais sua imunidade. Seu tratamento é contínuo e vai variar de acordo com a quantidade de células atacadas pelo HIV.

 

Para evitar qualquer doença sexualmente transmissível é necessário o uso de preservativo em todo tipo de relação sexual (vaginal, anal, ou oral) e para que haja um diagnóstico correto, entre em contato com seu médico e peça um check-up geral de sua saúde.

image

Novembro Azul

Em 2003, em Melbourne na Austrália, Travis Garone e Luke Slattery tomaram a iniciativa de abrir os olhos do mundo para a saúde masculina. Inspirados na mãe de um amigo que participava da campanha do Outubro Rosa, resolveram arrecadar dinheiro para instituições de tratamento de câncer de próstata. A Fundação do Câncer de Próstata de Austrália foi a primeira instituição a ser parceira da atitude dos dois. Juntaram-se com mais dois amigos, Adam Garone e Justin Coghlan, e apelidaram aquele atual novembro de Movember. O nome faz referência a moustache (bigode em inglês) e november (novembro em inglês).

Como estavam tratando de um assunto relacionado a saúde masculina, resolveram, atitude simbólica, deixar seus bigodes crescerem durante todo o mês. Essa seria a marca principal da campanha.
Passaram a chamar de Mo Bros e Mo Sister as pessoas que colaboravam com sua campanha e no segundo ano de campanha já somavam mais de 450 voluntários e mais de R$118.000,00.
Em 2006 foi realizado um estudo no país que mostrou que além do câncer de próstata, a depressão e a ansiedade também era fatos agravantes nos homens. À partir daí o mundo passou a olhar com mais cautela para a saúde masculina.
Passados os anos de Movember, a campanha já voluntariou mais de 4 milhões de pessoas e já arrecadou mais de R$1 bi, fundos distribuídos para instituições de mais de 20 países.
No Brasil a campanha teve início em 2012, por uma parceria da Sociedade Brasileira de Urologia com o Instituto Lado a Lado Pela Vida.

O que é a próstata?

A próstata é uma glândula masculina que é responsável pela produção e armazenamento do líquido espermático, isto é, é a glândula responsável pela reprodução do homem.

Câncer de Próstata

Esse tipo de câncer é mais comum do que se parece. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, é a segunda doença mais comum nos homens, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma. Em uma projeção feita pelo Instituto, no ano de 2014, 12 mil homens descobrirão o câncer em estágio avançado, complicando o tratamento e correndo risco de morte.

Sintomas

Na maioria dos casos, não existem sintomas na fase inicial da doença. Por isso a atenção deve ser redobrada à partir dos 40 anos do homem. Em alguns casos ocorrem diferentes sintomas:

  • Jato de urina reduzido ou muito fraco;
  • Sensação de bexiga cheia, mesmo acabando de urinar;
  • Sangue na urina ou no esperma;
  • Problemas para conseguir manter uma ereção;
  • Sensação de dor na parte baixa das costas ou na pélvis (abaixo do testículos);

Tratamento

Existem vários tratamentos para o câncer, e todos eles vão depender de qual estágio se encontra o mesmo. Caso o câncer afete somente a próstata, que é o caso mais comum, podem ser feitos diferentes tratamentos, sendo eles:

  • Vigilância ativa – consiste em acompanhar de perto a próstata, sempre fazendo check-up e isso ajuda também a evitar o tratamento desnecessário em homens com baixo risco de câncer;
  • Cirurgia – a próstata é retirada por completa;
  • Braquiterapia – implementação de sementes radioativas na próstata;
image

Outubro Rosa

Em 2002 o Brasil ficou mais cor de rosa. Mais precisamente no dia 2 de outubro com o Obelisco do Ibirapuera em rosa. Em pleno aniversário do Encerramento da Revolução. Atitude tomada por um grupo de mulheres ativistas da luta à favor da conscientização do câncer de mama, foi a primeira ação relacionada ao Outubro Rosa.

O país acabara de entrar no role mundial de prevenção do câncer de mama e não parou mais. Em 2008, em comemoração ao Dia das Mães, ao Dia Estadual de Prevenção ao Câncer de Mama – comemorado todo terceiro domingo do mês de maio – e em preparação ao Outubro Rosa, o Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama iluminou de rosa a Fortaleza da Barra, em Santos.

No mês de outubro do mesmo ano várias entidades relacionadas ao combate ao câncer de mama iluminaram monumentos e prédios de luzes rosas. As principais cidades do país aderiram à causa e até hoje fazem parte desta campanha. O monumento mais importante do país também ficou rosa no ano de 2008. A iluminação rosa do Cristo Redentor (RJ) foi um marco que deu destaque ao país pelo mundo inteiro, por ser uma das sete maravilhas do mundo.

Com o passar dos anos a campanha no Brasil foi se expandindo a cada dia mais, alertando a sua população sobre os riscos e causas do câncer de mama. E você, o que sabe sobre a doença? Separamos algumas informações para você.

  • Não existem causas específicas para o desenvolvimento do câncer, há alguns fatores que podem contribuir. A idade por exemplo é um dos fatores, pois quanto maior avançada for, maior o risco, naturalmente. Consumo excessivo de álcool, menarca precoce, o fato de não ter filhos, menopausa tardia, também são alguns dos fatores que contribuem com o desenvolvimento da doença;
  • A doença em homens é bem rara. Estima-se que menos de 1% dos casos de câncer de mama seja em indivíduos do sexo masculino;
  • A doença também pode ser detectada pelo toque nos seios, porém, não é a única forma. Esteja com seus exames em dia para que não haja surpresas futuras. Lembrando que o nódulo, quando existente, é indolor no início, então não espere sentir dor para fazer os exames necessários;
  • As chances de cura são de 95% caso o câncer seja detectado no início de seu desenvolvimento;

Nunca confie apenas no autoexame. Consulte seu médico e se proteja dos riscos.

image

Diabetes, uma doença silenciosa

É relacionado ao envelhecimento da população e dietas poucos saudáveis, aumento da obesidade e o sedentarismo. O diabetes é considerado uma epidemia mundial. Ele surge de forma silenciosa, e só apresenta algum sintoma quando a taxa de glicemia está muito elevada.

A Federação Internacional de Diabetes (IDF), estima que até 2035, o número de portadores de diabetes deverá chegar a 592 milhões. Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil, estima-se que existam aproximadamente 11 milhões de pessoas portadoras de diabetes, sendo que 3,5 milhões ainda não sabem que possuem a doença.

Sintomas

Ao sentir muita sede, ter vontade de urinar com mais frequência, emagrecer sem motivo aparente, sentir cansaço, dores nas pernas, câimbras, e infecções genitais, fique atento! Pois esses são alguns sintomas de diabetes, que são apresentados quando a glicemia está muito elevada.
Se esses sintomas não forem tratados, poderá evoluir para quadros graves de desorientação, sonolência e até coma, diz a Dra. Resane Kupfer, vice-presidente do Departamento de Diabetes da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

Antes que apareça algum sintoma, é recomendável que pessoas com mais de 40 anos, que tenham fatores de risco como histórico da doença na família, excesso de peso, hipertensão, sedentarismo, hábitos alimentares não saudáveis, alterações em lipídios ou se já tiveram diabetes gestacional, façam exames de sangue periodicamente para controlar a glicemia, diz a médica.

Isso também serve para as crianças, principalmente de 10 a 14 anos, pois são mais suscetíveis á doença. Já o diabetes tipo 2 tem uma incidência maior em pessoas com mais de 50 anos. Porém, com o aumento da obesidade em jovens, essa faixa etária tende a cair, afirma a Dra. Rosane.

Visite regularmente seu médico e conte com o Laboratório SACE para a realização dos seus exames.

image

Aguenta coração! Como vai a saúde do seu?

Haja coração para aguentar as emoções de um evento esportivo do tamanho de um mundial, ainda mais quando acontece em casa! Você sabia que as fortes emoções da torcida pelo seu time favorito pode ser um perigo para seu coração, principalmente se você não sabe como está a saúde dele?

O que acontece com seu coração durante os jogos

Em momentos de tensão como os vivenciados durante um jogo de futebol importante você pode experimentar taquicardia, arritmia, aumento da pressão ou contração exagerada das artérias, e isso somada a algum tipo de cardiopatia, pode comprometer a sua saúde cardiovascular.

Isso acontece porque durante momentos de emoção exagerada nossas glândulas suprarenais secretam quantidades altas de adrenalina e esse hormônio pode fazer com que os sintomas já mencionados durem até 24 horas. Ainda tem outro hormônio, que é liberado também pelas glândulas suprarrenais, chamado Cortisol. Neurologistas afirmam que ele está diretamente ligado ao stress, fazendo com que você fique preparado para o combate, com os nervos a flor da pele, exatamente como os torcedores mais eufóricos do nosso futebol.

Por isso é importante saber da sua saúde cardiovascular, pois a maioria dos acidentes cardiovasculares (AVC) ocorrem em pessoas que não estão sob medicação.

Além de tudo isso o consumo de bebidas alcóolicas e alimentos pouco saudáveis como salgadinhos e outros petiscos com molhos artificiais, excesso de sódio ou ricos em gordura também influenciam na saúde do seu coração.

Check-up com cardiologista

Visite seu cardiologista regularmente, pratique exercícios físicos e cuide bem da sua alimentação. E faça todos os exames e fique por dentro da saúde do seu coração para acompanhar os jogos do seu time favorito sem sustos nem complicações!

Como se proteger

Além de visitar seu cardiologista e levar uma vida mais saudável, caso você tiver alguma cardiopatia mantenha rigorosamente sua medicação e fique de olho nos principais sintomas:

  • dor no tórax
  • palpitações
  • taquicardias
  • sudorese
  • cefaleias
  • falta de ar
  • pressão alta durante ou logo após os jogos

Se algum desses sintomas surgirem busque ajuda imediatamente, não deixe para se cuidar depois do jogo que pode ser tarde demais.

Lembre-se: nenhum jogo ou time de futebol vale a sua saúde ou a sua vida.