COMO É REALIZADO DNA EM GÊMEOS?

gemeos-adoraveis-que-vestem-as-mesmas-roupas_1149-911

 

 

Gêmeos idênticos, embora muito parecidos, não são plenamente iguais. Recentemente, ainda era praticamente impossível executar exames de DNA em gêmeos. Porém, um laboratório da Alemanha conseguiu desenvolver um novo exame de DNA que seria capacitado para verificar as diferenças e que ajudará a identificar criminosos e resolver pendências sobre a paternidade. Um exemplo de como pode ser usado em crimes, são em casos de estupro como o que ocorreu em mulheres em Marselha, sul da França, que aconteceu em 2012. Tais provas, incluindo as amostras de DNA, fizeram com que a polícia pudesse localizar os suspeitos, foram os gêmeos Elwin e Yohan, que somente não tiveram seus sobrenomes divulgados. As vítimas fizeram reconhecimento desses gêmeos, entretanto, não souberam identificar de fato o estuprador, pois eram muito parecidos. Os mesmos já se encontram presos desde o ano de 2013; os dois alegam inocência. Na época em que foi decretada prisão, a imprensa fez todos compreenderem que o exame pudesse ser muito caro. Porém, isso pode fazer com que haja mudança, com auxílio dos cientistas que são especializados em pesquisa de genoma no laboratório Eurofins, em Ebersberg, Alemanha. ‘O genoma humano é constituído por um código alfabético de três bilhões de letras’, conta Georg Gradil, que é especialista em sequenciamento genético do laboratório. ‘Caso o corpo esteja em fase de crescimento, ou um embrião ainda se encontra em desenvolvimento, logo, praticamente todos as três bilhões de letras deveriam passar por cópia’. ‘Ao longo do processo de cópia no corpo podem acontecer ‘erros de digitação”, afirmou o cientista fazendo referência à algumas mudanças.

Conheça as partes de DNA

 

Nos exames de DNA comuns, uma menor parte do código passa por análise, mas o bastante para verificar as diferenças entre pessoas normais, todavia não serve para fazer identificação de gêmeos.

Gradl junto com sua equipe fizeram recolhimento de amostras de um par de gêmeos, e tiveram que analisar toda a sequência de três bilhões de letras. Por meio disso, conseguiram localizar algumas dezenas de sentenças diferentes no DNA. Os cientistas também realizaram análise do filho de um dos homens e descobriu-se que o pai transferiu cinco mudanças para o filho. Depois de analisado os resultados, eles conseguem afirmar com certeza, que são capazes de identificar gêmeos, não importando quais são seus pais. Nessa situação, em específico há a necessidade de entregar o exame rápido; o teste alemão tem prazo de um mês para que seja possível sua conclusão. Institutos de Criminalística da Europa, América Latina e Estados Unidos já solicitaram auxílio à Eurofins para conseguir solução em dez casos distintos. Gradl nos conta que em casos de violência sexual extrema, tendo envolvimento de gêmeos é bastante visto’. Geralmente são encontrados sêmens e, ‘em situações como essa, há a chance de verificar a diferença’. A empresa não está autorizada a divulgar em que casos está atuando, porém Gradl mostra que, este caso de Marselha é ‘um dos casos em particular que queremos contribuir para acharmos solução…e temos a certeza de que estamos no caminho correto para solucionar’.

DNA envolvendo crimes e a paternidade

 

Crimes em que ainda não foi detectado o culpado, podem ser resolvidos com a ajuda deste DNA. Na Argentina, podemos citar como exemplo, um caso onde a Justiça teve que suspendê-lo, após um homem que foi acusado de estupro levantou acusação contra o irmão.

Nos Estados Unidos há vários casos similares, que poderiam ser solucionados com este teste, em situações envolvendo tráfico de drogas, o exame também poderia detectarem 2009, em Kuala Lumpur, na Malásia, a polícia conseguiu apreender cerca de 166 quilos de maconha e 1,7 quilo de ópio somente em um único carro. Conseguiram prender o motorista e, quando já se encontravam na casa onde seria o destino do carro, acharam o gêmeo idêntico ao motorista. O primeiro pela qual dirigia o carro seria o suspeito, ao longo do julgamento, começaram a aparecer dúvidas entre os dois, e mais uma vez, este tipo de exame seria muito útil para descobrir quem é realmente o culpado.

Sendo assim, sem provas os dois foram soltos, livrando de ser penalizado com pena de morte, que é o destino de quem lida com drogas neste país. Este exame não solucionaria somente crimes, porém resolveria também dúvidas a respeito de paternidade de gêmeos.

 

 

Saiba mais em G1 . Deixe um comentário.