Aloe Vera: A “Planta da Imortalidade”

Muitas pessoas conhecem a Aloe Vera, se não por esse nome, talvez pela coloquial “babosa”. É uma planta suculenta que pode sobreviver dias em regiões desérticas e semiáridas. No Brasil ela é utilizada como remédio e para outros tratamentos desde os índios tupi guaranis e hoje a extração direta do gel é proibida no Brasil, podendo apenas se utilizar de medicamentos feito a partir de seu gel.

Essa planta tem inúmeras propriedades, por possuir gliconutrientes de cadeia longa, esses nutrientes encontrados em seu gel estão propriedades antivirais, bactericida, fungicida, além de conter centenas de fitos químicos que concedem efeitos medicinais.

Além de todos esses efeitos medicinais instantâneos, o gel da planta auxilia na prevenção dos tumores cancerígenos, reduz os índices de colesterol ruim, dissolve pedras no rim e protege contra a cristalização dos oxalatos dos cafés e chás, alcaliniza o sangue, trata úlceras, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, reduz a pressão sanguínea, acelera a cura de queimaduras físicas e radioativas, é útil para constipação, estabiliza os níveis de açúcares no sangue, previne e trata infecções causadas pela bactéria da cândida.

Além de tudo isso, ainda protege o fígado, funciona como isotônico natural, aumenta o desempenho cardiovascular e a resistência física, hidrata a pele, acelera o processo de cicatrização, aumenta a oxigenação sanguínea e protege o corpo contra o estresse oxidativo.

Aloe Vera Saúde

Extraindo o gel da planta:
A extração do gel da planta é muito fácil, primeiro deve-se deitar a planta e cortar a ponta do seu caule, assim escorrerá uma resina amarela que se tornará vermelha, tenha paciência e deixe escorrer toda a resina, após isso vá cortando toda a base da folha até deixar apenas uma casca. Com uma faca retire o gel da casca da folha e separe num recipiente.

Pronto! De maneira fácil você está com um dos aditivos medicinais mais versáteis da natureza.

 

VEJA TAMBÉM: