Aedes Aegypti

AEDES AEGYPTI – Conheça o mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya e saiba como combate-lo
O Aedes Aegypti, popularmente conhecido como “mosquito da dengue” surgiu no Egito, se espalhou para a África e depois para as Américas e Ásia.

O mosquito mede menos de 1cm e pode ser identificado pelas suas listras brancas no corpo e pernas e pelos seus hábitos característicos:
– Costuma picar de dia: Nas primeiras horas da manhã e no final da tarde;
– Pica principalmente pernas, tornozelos e pés, e sua picada não dói e nem coça;
– Voa baixinho, no máximo a 1 metro de altura do solo;
– É silencioso.
O Aedes Aegypti é transmissor de diversas doenças, entre elas, as mais graves são a dengue, zika vírus e chikungunya.
Sintomas

A fêmea do Aedes Aegypti precisa sugar sangue para produzir os ovos, e estando infectada, a transmissão do vírus acontece. Os outros mosquitos costumam picar apenas uma pessoa por lote de ovos que produzem, já o Aedes Aegypti tem uma peculiaridade chamada de “Discortancia Gonotrófica”, que significa que ele pode picar mais de uma pessoa por lote de ovos que produz.
Risco para grávidas
O Aedes Aegypti não se alimenta do sangue, ele se alimenta de substancias que contém açúcar, como néctar e seiva, logo o sangue é apenas para a produção de ovos. Como o macho não produz ovos, não precisa picar.

Após a fecundação, as fêmeas intensificam a voracidade pela hematofagia, para realizar o desenvolvimento completo dos ovos. Três dias após a ingestão de sangue, já está pronta para desovar, então começa a buscar o local apropriado para isso. Durante sua vida, uma única fêmea pode dar origem a até 1.200 ovos, que são distribuídos por diversos criadouros.

Os ovos adquirem uma resistência muito grande após as primeiras 15 horas, podendo aguentar até 450 dias em condições desfavoráveis para a eclosão. Em condições favoráveis de umidade e temperatura, os embriões ficam prontos e desenvolvidos em apenas 48 horas.
O Aedes Aegypti
 
A melhor forma de combater o Aedes Aegypti é impedindo que se reproduzam, ou seja, exterminando os focos de acúmulo de água, locais propícios para a reprodução.
Combatendo o mosquito
Não deixe de fazer sua parte. Essa é uma batalha de todos nós. Caso apresente os sintomas de alguma das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, procure imediatamente seu médico, e lembre-se que com o Laboratório SACE você sempre pode contar!

VEJA TAMBÉM: